Filé de frango assado com recheio de nozes e hortelã

frango

Frango sempre vai bem né, ainda mais quando a gente pode dar uma incrementada e sair do convencional do dia a dia.
Essa receita eu vi no Pitéu (http://piteu-cozinhafetiva.com) e achei bem interessante. Só de ver a foto, consegui sentir o cheirinho, rs
É bem simples de preparar e pode ser acompanhado à gosto de cada um, seja com um arroz branco e salada (como esse da foto que eu fiz), um purê, uma massa, risoto… deixa fluir a imaginação!

Pois bem, vamos ao preparo: separe filés de frango limpos; faça alguns talhos para que os temperos possam ser melhor absorvidos. O tempero base é aquele básico que você tá acostumado, sal, pimenta do reino, alho ou mesmo o tempero pronto, coloque também algumas gotas de limão e gengibre, tudo num pilão bem amassadinho. Distribua bem nos filés e deixe descansar por pelo menos 6 horas na geladeira.
No pilão novamente, amasse folhas de hortelã, nozes e sal.
Sabe aqueles talhos que você fez? Abra-os, e coloque essa mistura neles.
Pré aqueça o forno. Disponha uma assadeira. Passe azeite, manteiga, maionese ou shoyu nos filés, e leve ao forno até dourar (sem ressecar, por favor!). Fique de olho!
Você pode também cobrir a assadeira com papel alumínio para acelerar o processo de cozimento.
Pra incrementar, cortei umas batatas em rodela, untei um pouquinho a assadeira e as coloquei pra assar junto, todas embaixo dos filés, pra pegar aquele temperinho bom deles sabe?

Te falar que fez sucesso, e ficou muuuito bom mesmo!
Sempre é bom variar um pouco ;)

Anúncios

Sopa + roux

Desde que me entendo por gente, gosto de sopa. Seja ela no frio ou no calor, e de qualquer tipo. Pra mim não tem tempo ruim, literalmente. Agora com as férias da faculdade, pretendo ter mais tempo pra fazer algumas preparações e colocar em prática os ensinamentos desse primeiro semestre. A sopa testada desse vez foi a de cenoura cremosa, espessa com roux, que compõe o molho béchamel. Tá, mas… o que é roux?

Roux é um agente espessante, feita com manteiga e farinha. São ingredientes ou combinações de ingredientes usados para dar corpo e/ou liga a preparações líquidas, agregando-lhes também sabor e textura, geralmente em molhos mais suaves.

Como fazer: a composição do roux é simples. Junta-se 50% de gordura + 50% de amido + cocção e leva ao fogo mexendo com um fouet, até que forme uma pasta. Dependendo da cor, o sabor e seu poder espessante podem variar. Existem quatro tipos de roux: branco, amarelo, escuro e negro; o que os diferem é o tempo no fogo e a qual será a sua intenção ao prepará-lo.

Nessa sopa de cenoura eu usei o roux claro, porque queria apenas espessar e realçar o sabor. E deu super certo, além de proporcionar uma textura super aveludada e gosto suave.

Vamos à receita? Essa eu peguei do livro “400g – Técnicas de Cozinha”, assim como a definição aí em cima do roux. Livro super bom, recomendo! A diferença é que como queria uma porção menor, reduzi pela metade os ingredientes (como vou postar aqui) e fiz algumas alterações. Como o brócolis que vai na receita original, eu troquei por cenoura. Mas nada não, gosto pessoal mesmo ;)

Sopa cremosa de cenoura (rende de 3 a 4 porções)

Ingredientes:
600ml de leite
50g de roux claro
5 cenouras médias cortadas e cozidas al dente
1 bouquet garni (feito com ervas aromáticas)
sal e pimenta do reino

Preparo: Ferva o leite e acrescente o roux aos poucos, até que engrosse. Adicione a cenoura e o bouquet garni, reduza o fogo e cozinhe lentamente até que a cenoura fique mais macia. Tempere com sal e pimenta. Transfira todos os ingredientes (menos ou bouquet garni) para o liquidificador e bata até ficar homogêneo. Acerte o tempero e sirva.

Eu deixei umas rodelas de cenoura sem bater e misturei na sopa depois de pronta. Mas isso vai de gosto. Assim como também jogar um parmesão ralado e cheiro verde em cima. Hmmm, dá até água na boca!

Sopa de cenoura